SAÚDE – SIMPATIAS CIÊNCIA MILAGRES E CURAS Gregg Braden

No ramo da saúde é onde vamos encontrar uma variedade enorme de simpatias, utilizando-se de elementos muitas vezes surpreendentes e aparentemente inexplicáveis, mas com um fundo e um princípio que, com anos e anos de antecedência, anteciparam descobertas médicas só surgidas na atualidade.

As surpresas são inúmeras, desde a utilização das cores, da música, das ervas, da água, do próprio barro, até mentalizações, imposição de mãos, cristais e muito mais ainda.
Por ouro lado, práticas que pareciam antiquadas até algum tempo atrás, hoje, comprovadamente, descobre-se que eram as mais corretas, como o uso do sal marinho, grosso e não refinado, do açúcar mascavo, da rapadura e do mel, contra o veneno do sal e do açúcar refinados.

E no campo das simpatias consideradas mágicas? Quanta coisa há para ser pesquisada e descoberta. Só que, nesta área, muito tempo vai se passar ainda, até que a ciência médica aceite rever conceitos antiquados.

Afinal, como uma meia de seda feminina, amarrada ao pescoço, pode impedir que uma caxumba desça, com consequências terríveis? Enquanto eles não acreditam, o povo continua usando. E acertando.

Já foi dito por estudiosos do assunto que a história da medicina é uma história feita com base na inteligência e no saber do homem, tanto quanto com a leviandade e a crendice humanas. A magia, nos primeiros tempos, esteve associada à medicina e ao preparo de remédios para toda sorte de doenças.

De rituais antigos de cura até as modernas consultas feitas em aparelhos sofisticados e de última geração, o homem renegou cada vez mais a origem mística da medicina e tudo que lembrava sua ligação com o que é hoje considerado “crendices” e “superstições”.

Hoje a medicina encara com risonha complacência as práticas antigas, que foram abandonadas e jamais estudadas. O advento da medicina natural, no entanto, tem mostrado que essa discriminação àquilo que antes era considerado mágico não tem sentido.

Se os médicos viam com zombaria o uso de um lenço vermelho para curar dores de garganta, a Cromoterapia veio provar que o acerto da medida não estava no uso do lenço, mas no uso da cor correta.

Assim, o que parecia ser uma simpatia sem sentido, mostrou-se muito mais embasada do que se supunha anteriormente.

Existem problemas de saúde que acontecem de forma tão inesperada ou são tão prosaicos que, muitas vezes, nem compensa a ida ao médico, principalmente considerando que haverá uma fila a ser enfrentada e que, possivelmente, o médico não atenderá naquele dia, marcando a consulta para alguns dias depois, quando o problema já não mais existir.

Alguns casos, porém, se não forem atendidos, podem caminhar para algo mais sério, como um corte não tratado ou um ataque de diarréia e vômito.

Nesses casos, compensa o trabalho, assim como nos casos considerados graves.

Como tratar um problema causado por mau-olhado? Que injeção se pode tomar paras combater a inveja? Qual o tratamento para dor de amor? Aperto no coração? Frio na barriga causado por emoção?

A solução para esses e outros casos será sempre encontrada numa simpatia, da mesma forma que o remédio natural para todo e qualquer problema de saúde.
Desde a mais remota antiguidade os magos, bruxos e feiticeiros pesquisaram e desenvolveram o conhecimento das ervas e das artes mágicas no tratamento dos mais diversos males que acometiam os homens.

As ervas popularizaram-se e hoje fazem parte de todo o repertório de Simpatias Populares mundial. Em qualquer país, em qualquer localidade ou com qualquer pessoa, sempre se encontrará uma receita ou um segredo capaz de curar uma determinada doença.

Algumas práticas, no entanto, ficaram restritas aos círculos esotéricos e apenas os iniciados sabiam como praticá-las. Atualmente, no entanto, tem sido grande a difusão desses conhecimentos, principalmente pelo grande interesse que está despertando nas pessoas, livres agora das amarras e das mordaças que desde a Inquisição foram impostas ao mundo.

O uso de fetiches é um bom exemplo disso e de como doenças podem ser curadas, mesmo à distância, conhecendo-se a sua natureza. Recomenda-se, no entanto, um cuidado extremo no uso desses fetiches, pois da mesma forma como servem para curar na Magia Branca, podem ser usados para ferir e causar o mal, na Magia Negra.

Gregg Braden é um dos nomes mais destacados internacionalmente no estudo das relações entre ciência e espiritualidade. Depois de uma bem-sucedida carreira como geólogo informático na Phillips Petroleum durante a crise energética dos anos 70, trabalhou como designer de sistemas informáticos na divisão aeroespacial da Martin Marietta nos últimos anos da Guerra Fria.

Em 1991 tornou-se diretor técnico da Cisco Systems, onde liderou uma equipa que assegurava o bom funcionamento da Internet, que estava então a dar os primeiros passos. Sem encontrar na tecnologia as respostas que procurava, Gregg dedicou mais de 22 anos a tentar desvendar os segredos da existência, percorrendo as mais altas montanhas, os mosteiros mais remotos.

O resultado foi uma série de bestsellers internacionais, como The Isaiah Effect ou The God Code.

Milagres, espiritualidade e ciência:  o Livro ‘A Matriz Divina’ de Gregg Braden leva a  a descobrir a rede de energia que une todas as coisas: tempo, espaço, crenças e milagres.

Assista o Vídeo A Linguagem que Cura.

 

Os seus livros estão publicados em 27 línguas, em 30 países, e provam que a chave do nosso futuro reside no nosso passado.